Plantão
Geral

NOSSO FUTSAL NÃO TEM DONO

Publicado dia 13/02/2019 às 19h20min
NOSSO FUTSAL NÃO TEM DONO

NOSSO FUTSAL NÃO TEM DONO

O imbróglio envolvendo as eleições na Federação Paraibana de Futsal, ainda não tem data para encerrar.

Desde outubro do ano passado a FPFS segue acéfala, tomando como referência a Ata de Posse do
último mandato.
Muito se falou acerca da possibilidade de a Paraíba não ter representantes em competições nacionais, sendo este o argumento principal dos que defendem a continuidade do comando na federação.
Inclusive comenta-se que a EPCF, atual campeã estadual sub 17, estaria impossibilitada de participar da Taça Brasil que será disputada em Recife entre os dias 7 e 13 de abril.
Entretanto não há documento oficial da solicitação da EPCF em participar do certame e tampouco confirmação da solicitação pela Comissão Gestora da FPFS e, ainda a recusa com justificativa para tal, por parte da CBFS.
Outro argumento defendido pelos apoiadores do antigo mandatário, é que nos últimos anos o Futsal da Paraíba teve resultados significativos devido a contribuição da gestão que está no poder há oito anos diretamente e mais oito indiretamente.
Quando a Taça Brasil era custeada pelos Correios eram raríssimos os sediamentos em solo paraibano.
Com o fim dos repasses e o custo total do sediante, João Pessoa e Campina Grande entraram nesta rota.
Em 2015 o COPM sediou a categoria sub 17 na capital paraibana e a ACF Karmélia contribuiu com parte das despesas.
No ano seguinte a Karmélia sediou em Campina Grande a categoria sub 20 (1ª divisão) com despesa de cerca de R$ 26 mil.
O Benfica sediou e conquistou a Taça Brasil sub 13 também em 2016, recebendo ajuda da Karmélia.
Veio 2017 e novamente a Karmélia sediou a categoria sub 20 (com colaboração do Cabo Branco), dessa vez a divisão especial, fato que tão cedo tornará a acontecer na categoria, com despesas ultrapassando os R$ 30 mil.
APCEF sediou as categorias sub 11 (2017) e sub 9 (2018), enquanto o COPM sediou a sub 7 (2018) conquistando o título nacional.
Em todos estes eventos não houve qualquer participação financeira da FPFS.
Todos as despesas foram custeadas pelas equipes sediantes e, em alguns casos, com colaboração do outro representante do estado na competição.
Qual a relevante contribuição se todo esforço é do sediante?
Não esquecendo de mencionar que se algo não funcionar, a culpa recai toda sobre o filiado.
Quando tudo vai bem, quem fica com os louros da vitória...?
Em algumas semanas será realizada a Taça Campina Grande de Futsal e novamente há a tentativa de inviabilizar o evento por parte da antiga gestão.
O evento que de fato contribuiu com a evolução do Futsal de Campina Grande ao longo desses quinze anos, (basta comparar a performance das equipes nas primeiras edições e analisar o que passou a acontecer nos anos seguintes) vai acontecer com presença total ou parcial das equipes do estado.
Deus sempre nos direcionou e conduziu a bom termo, em todas as edições e assim sempre será.
Apesar de reconhecer a importância do evento, como um dos vários fatores no processo de evolução das equipes campinenses, pode-se dizer de maneira simples que a competição é "minha", embora não creia nesta afirmação.
O que não podemos aceitar é que o Futsal paraibano tenha proprietários.
A modalidade que somos apaixonados é de todos os envolvidos: dirigentes, coordenadores, árbitros, alunos/atletas e pais.
Não dá pra prescindir de qualquer destes, entretanto, insisto que a figura mais importante é do aluno/atleta e que o/a pai/mãe, apesar do partidarismo peculiar, é o (a) grande responsável por financiar todo este processo.
Para a Taça Campina logicamente participa quem se interessa.
Ninguém é obrigado a vir e toda opinião merece ser respeitada.
Quanto as eleições, aguardemos os próximos capítulos e que verdadeiramente tenhamos o melhor.

Giovani Montinni

Fonte: Sertão Nosso

Mais Populares

Dr Sandro Soares

12 de outubro de 2018 |   334

Alsol Provedor de Intenet

12 de outubro de 2018 |   332

Bruna Kiara Semijoias

12 de outubro de 2018 |   282

Fale Conosco

Av. Dep. Americo Maia Nº 237 CENTRO - CNPJ 28.095.431/0001-06 Catolé do Rocha - PB
| |
lenivalnunes@hotmail.com